UNIDADE DE ATENDIMENTO
COLETIVO DE COMÉRCIO

APRESENTA:

A loja ideal

Lojinha
Assinatura Sebrae

Apresentação

personagem

A loja ideal

Ao projetar o layout de sua loja com cuidado, você valoriza o espaço e otimiza seu investimento. Como se faz isso? Utilizando conhecimentos de design de ambientes, que é o planejamento de uso dos espaços do ponto de vista funcional, estético e econômico. O ambiente deve proporcionar um ambiente confortável e produtivo de trabalho. Ao mesmo tempo em que chama a atenção do cliente, o faz passear por todo o espaço útil para encontrar ofertas que interessem para ele, dando personalidade ao negócio, o que fará com que o cliente perceba esse ambiente com um diferencial.

Um profissional especializado em design de ambientes pode ser consultado para que seu projeto fique adequado às necessidades específicas do seu negócio. É preciso, também, estar atento às normas de segurança contra incêndios, normas sanitárias e de conforto no local de trabalho, além de acessibilidade ao prédio, ao mobiliário, aos espaços e aos equipamentos urbanos. Veja, nas dicas, pontos importantes a serem observados, para que sua loja funcione da melhor maneira possível.

Preview image
  • More

    CHECK OUT. A posição do caixa deve contemplar a visibilidade de toda a loja.

    Close
  • More

    PORTAS INTERNAS. Devem ter um vão livre mínimo de 0,80 m e altura mínima de 2,10 metros.

    Close
  • More

    MARKETING SENSORIAL. Estimular os clientes é tarefa que vai além do visual e da organização da loja. O cheiro, por exemplo, é usado com bastante sucesso. Há empresas especializadas em criar perfumes, que podem fazer o cheiro da sua loja ser único.

    Close
  • More

    HIGIENE. Os revestimentos utilizados nas instalações sanitárias (IS) devem ser impermeáveis e laváveis.

    Close
  • More

    SANITÁRIOS. As instalações sanitárias (IS) devem ser separadas por sexo e não podem se comunicar diretamente com os locais de trabalho ou destinados às refeições.

    Close
  • More

    ESPAÇOS INDIVIDUAIS. É importante a existência de armários individuais para funcionários.

    Close
  • More

    MATERIAIS DE APOIO. Definir um local para o depósito de materiais de limpeza (DML), que contenha tanque e espaço para armazenagem de lixo.

    Close
  • More

    ALIMENTAÇÃO. Ofereça a seus empregados, condições de conforto e higiene para as refeições, por ocasião dos intervalos previstos na jornada de trabalho, bem como meios para conservar e aquecer os alimentos.

    Close
  • More

    ESTOQUE. O estoque deve estar localizado próximo à área de vendas, mas não dentro dela.

    Close
  • More

    PROVADOR. Manter um espaço para que o cliente possa provar os itens de que gostou aumenta as vendas.

    Close
  • More

    CIRCULAÇÃO. O alcance manual frontal para uma pessoa de pé é de 1,40m a 1,55m de altura. Para os cadeirantes, toda área circulável deve ter, no mínimo, 0,90m de largura.

    Close
  • More

    EXPOSITORES. Os que ficam encostados nas paredes não devem ultrapassar a altura de 2 metros, pois isso dificulta que o cliente veja e alcance os produtos.

    Close
  • More

    VITRINE. Uma boa vitrine não deve funcionar como estoque: produtos em demasia criam poluição visual. Use peças que deem destaque aos seus produtos. Troque a decoração da vitrine periodicamente, para manter o volume de clientes interessados e entrando na loja.

    Close
  • More

    PORTAS. Use preferencialmente as de vidro, com abertura total mínima de 1 metro. A entrada deve ser acessível e bem sinalizada.

    Close
  • More

    SEGURANÇA. Todos os estabelecimentos devem ser providos de extintores portáteis, colocados em locais assinalados, de acesso e visualização fáceis.

    Close
  • More

    VISIBILIDADE. Gôndolas e expositores centrais não devem ultrapassar altura de 1,50m.

    Close
  • More

    EXPOSIÇÃO. A quantidade de mercadorias expostas deve levar em consideração o tamanho da loja. Quanto menor ela for, menos mercadorias devem ser colocadas à mostra, para não dar a impressão de que tudo está “entulhado”. A exposição de produtos deve ser organizada por afinidade, de forma a facilitar a localização.

    Close
  • More

    PISO. Os pisos devem ter superfície regular, firme, estável e antiderrapante sob qualquer condição.

    Close
  • More

    LUZ GERAL. A iluminação geral deve ser planejada para ter uma mesma intensidade em todas as partes da loja. Evite lâmpadas de cores muito amareladas. Elas mudam os tons das cores percebidas nas peças que você está vendendo.

    Close
  • More

    SPOTS. Podem ser usadas luzes direcionadas para manequins em lugares específicos, para valorizar algumas peças da loja. Essa iluminação especial deve ser entre 3 e 5 vezes mais forte do que o restante da loja, para o destaque funcionar.

    Close

O que é uma loja?

É o lugar físico onde as pessoas têm experiências de compra. Por isso, há um aspecto muito importante a ser cuidado: a parte da loja a que o cliente tem acesso, o showroom. Ele serve para mostrar os produtos que se quer vender. A organização e a facilidade de acesso fazem toda a diferença. O que atrapalha essa experiência, em grande parte, é não se ter uma separação clara entre o showroom e o estoque. Colocar o máximo de peças à mostra não ajuda – ao contrário, atrapalha –, porque confunde o cliente, deixando-o cheio de dúvidas, criando dificuldades na circulação e dando muito mais trabalho na organização. Além disso, você já parou para observar as reações dos clientes, quando eles disputam espaço da loja com caixas de mercadorias?

O planejamento

Para montar a estrutura física da loja, há equipamentos que devem ser adquiridos para que o funcionamento dela e o atendimento ao cliente sejam possíveis, de uma maneira adequada. Deve-se analisar a necessidade desses itens em conjunto com o projeto de layout, para melhor aproveitamento dos recursos.

  • Araras e cabides
  • Balcões
  • Computadores e Impressora
  • Espelhos
  • Estantes para o estoque
  • Manequins
  • Móveis para o escritório e Prateleiras
  • Sofás ou cadeiras para descanso
  • TV para exibição de clipes e desfiles
  • Divisórias para provadores

ATUALIZE-SE. É importante ficar atento, pesquisar muito, observar o movimento, a facilidade de acesso e se atualizar sempre. As melhores feiras ocorrem em São Paulo, onde são apresentadas tendências. Ler revistas de moda também ajuda muito.

DATAS ESPECIAIS. Aproveite datas comemorativas que trazem o cliente para o comércio, como o Dia dos Namorados, Dia das Mães e o Natal. Nesses momentos, tenha em mente uma decoração e uma vitrine especiais.

ATENDIMENTO. Em lojas com atendimento personalizado, alguém traz produtos para a prova e vai organizando o espaço. Lojas menores combinam com essa prática. Em lojas de autoatendimento, existe a necessidade de um espaço maior, para que as pessoas fiquem à vontade para a escolha de produtos.

A LOJA NA RUA.Quando a loja fica em uma área urbana aberta, ela precisa de segurança. A entrada deve ser mais ampla e devem haver sistemas de monitoramento e alarmes.

Contatos

(061) 3362-1768

gcomercio@df.sebrae.com.br

Coordenador: Thiago Angelo Queiroz de Oliveira dos Santos – Analista Unidade de Atendimento Coletivo Comércio (UACC) - Sebrae no DF. Fontes: Guia Sebrae MG Saiba como montar sua loja de roupas e Eduardo Vilas Bôas/MmdaModa.com.br. Design: Anderson Araújo/Heyboo Design Studio